publication| publicação








entrevista para revista  SHOES-UP #36 
| grã-bretanha | frança | japão | 2012   

MAG MARAVILHA
GRAFITEIRA, ARTISTA PLÁSTICA E CANTORA, MAG MAGRELA TRANSFORMA OS CANTINHOS DA SÃO PAULO EM ESPAÇOS ENCANTADOS

Quem já caminhou pelas ruas da Vila Madalena sabe que os muros de lá são infinitas telas cobertas por obras de arte. Mag Magrela, de 32 anos, é uma das artistas responsáveis por compor este cenário. Seus grafites, no entanto, não se restringem à Vila, onde nasceu e cresceu, mas se espalham por várias regiões de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Lisboa, Sintra, Porto, Nova York e Londres. “Para todo lugar que vou, eu levo uma tinta. Não sei fazer turismo, viajo para conhecer gente e sentir a energia dos lugares pintando a rua. É um jeito maravilhoso de se conectar com as pessoas locais”.
Mag começou a desenhar quando pequena, como qualquer criança. A única diferença, segundo ela, é que continuou desenhando e nunca mais parou. Sem fazer aula de artes, Magrela aprimorou seu traçado em casa, observando o pai pintando telas. Foi só aos 23 anos, em uma oficina de grafite oferecida pelo Senac, que ela entrou em contato com outros artistas grafiteiros e começou a trabalhar com tinta pintando muros.
O trabalho de Mag é experimental e envolve sentimentos e vivências pela cidade. Sobre os corpos femininos nus – quase sempre presentes em seus trabalhos – acompanhados por água, barquinhos e o que mais surgir na cabeça, ela explica, “utilizo símbolos para expressar o que eu sinto ou o que eu acho que outro alguém está sentindo, cada elemento ali tem um significado, tudo nos meus trabalhos tem um por quê”.
Suas obras, por mais belas que sejam, carregam melancolia, seja nos olhares de suas personagens ou nos símbolos empregados. “A felicidade plena não existe, nós estamos bem, mas ao mesmo tempo não estamos, porque o mundo ao redor não vai bem. Não tem como falarmos só de coisas lindas, então o que eu busco com os meus grafites é fazer as pessoas refletirem sobre a vida”. E ela continua: “as pessoas estão nessa energia super caótica e corrida da cidade e através das pinturas a gente abre um portal que para o tempo por alguns instantes. É muito mágico, eu acho maravilhoso pintar.”
Além dos grafites espalhados pelas ruas – que podem ser acompanhados no Instagram @magmagrela –, Mag já realizou algumas exposições envolvendo esculturas contemporâneas. E, para completar o repertório de talentos da mulher, ela também faz arte com o gogó, cantando graciosamente bem ao lado de suas amigas na banda Pitaias. Ana Júlia Cano

Entrevista Revista 29Horas | Aeroporto Congonhas | São Paulo | DEZ 2017





Entrevista Projeto Curadoria


Semana da Arte HEFORSHE



ILUSTRAÇAO PARA TEXTO Maria Homem

GIZ

Entrevista IDEA FIXA



Menção na Revista Marie Clarie Italiana com o projeto Street Art Heroines | 2016





Entrevista para o Programa Metropolis da TV Cultura | 2016




Entrevista pro PaginaUM | 2016

Publicação Jornal Brasa n° 3 | 2016


Publicação Revista BRASA | 2016


30 artistas de rua brasileiras para se conhecer | 2016




 30 melhores murais de arte de rua brasileiros de 2015  
jan /2016



capa para Brasil Observer #34
london /dez, 2015







entrevista para o site da galeria Moosey Art.
norwich | reino unido | 2015



entrevista para site Revista TPM
 2015





Entrevista Projeto Donas da Casa
São Paulo | 2015
www.donasdacasa.com/#!entrevista-mag-magrela/cbft














































Livro Photo Graffiti
Paulo Matheus Lacerda

Foto "prédio Cingapura, 2010" | 2015






In October 2014 Brazilian street artist Magrela traveled from São Paulo to New York for her first time.This is our second film together and I plan to continue documenting Magrela as her star emerges even brighter and she takes her message to new places.

Mag Magrela by Alexandra Henry




A time lapse of Magrela painting the third mural during her stay in NYC.
Location is the corner of 11th Street and First Avenue in the East Village.

film by Alexandra Henry | USA | NYC | 2014





Projeto Mulataria
Apresentando a Mulher Brasileira através da Arte.
Nov/2014


Graffiti SP 
Coordenação Editorial de Marina Gonzalez e Fotografias de Ricardo Czapski.

foto no livro Graffiti SP | 2013


















Revista Zupi 
brasil | 2012





site Inspiring City

 uk | 2013
http://inspiringcity.com/2013/09/01/mag-magrela-street-art-in-london/





Entrevista para Alexandra Henry |  são paulo | 2013

São Paulo, Brazil 2013 - MAGRELA, born and raised in the laid-back neighborhood of Vila Madalena, is a talented artist who has been painting the streets of São Paulo for the past 6 years. While living there in 2011-2012, I discovered her work on many of the walls throughout the city. Larger-than-life women, sometimes in desperate situations, depicted using beautiful colors, always caught my attention. MAGRELA, which in English translates to 'very skinny', possesses a unique style that sticks out from other artists' in São Paulo's graffiti scene for various reasons. Her stroke is organic but well-trained and she uses earth tone colors to make her feminine subjects seem more lifelike than cartoonish. Magrela not only paints with a spray can in hand, but also incorporates brushes, rollers, fingers and other instruments that allow her to pronounce textures within her murals.
In April 2013 Magrela sat down with me to discuss her thoughts on being a woman street artist as well as what it's like to live in a chaotic city like São Paulo.
This is the first vignette in a documentary series dedicated to women street artists from North and South America.
Directed, filmed and edited by Alexandra Henryalexandrahenry.com )






entrevista para site Dumbwall | 2013





 entrevista para site MYSP | 2012




making of ADIDAS ORIGINALS | são paulo | 2012 





SAMPA GRAFFITI é uma série de vídeos que enfoca o trabalho de grafiteiros que atuam na cidade de São Paulo e arredores. Cada episódio é dedicado a um artista que executa uma obra ao longo do vídeo e expõe suas ideias sobre graffiti e arte em geral. São documentários de curta duração que, embora tenham um tema em comum, sempre se renovam ao trazer artistas de diferentes estilos e visões de mundo.

Realização: Paulo Taman. 
São Paulo, Brasil | 2012




                             

entrevista para site NYC Mind  | ny | 2012



JUXTAPOZ | 2011