22 outubro, 2018





pintar pra mim é conexão com o plano astral, com memórias, com a dor do outro, pintar é trazer a tona questões muitas vezes que não podem ser ditas. pintar é arte. Arte pra mim é conectar com as pessoas. 
Quando fiz essa obra, teve um momento em sua feitura que lágrimas rolaram por um punhado de tempo, sem entender porque o medo existe, sem entender porque a violência existe, sem entender porque o ódio e a falta de amor existem. a vida é simples, e poderia ser muito bela se respeitássemos as diferenças e se cuidássemos de nós mesmo. afinal quem entende da sua própria dor, entenderá o outro.
tenho medo desse medo que destrói conceitos, documentos, livros, obras de artes e o pior: seres humanos.
por um país mais justo, mais igualitário.
.
.
#mariellevive #brasil #porumpaismaisjusto #arte #pintar #educação#brazilianproblems #brazilian #mestremoa #art #contemporaryart#resistencia #resiste #mulheresbrasileiras

25 maio, 2018













 Teaser do Documentário Street Heroines | 2017
                                         https://vimeo.com/230865874?outro=1&ref=fb-share



Barro magia.
Ferradura espada guia.
Bem postada essa estrada carreira só.

Debaixo quem dera eu ser em você o descanso.
Serpenteia nas ancas.
Entope veia horta e desagua palavra dentro da sua boca.

Desarranjo em buquê de sempre viva.
Acomoda ela toda macia.
Feito argila melanina.
Até parecia parasita na fotografia.

Entre desejos lacuna branca.
Entre nós nós.
Desatado goela a baixo.
Torce pescoço em água ardente
Três dentes de alho e é só salgar.

Você perdeu alguma coisa.


Graffiti:"Noix cai. Mas noix levanta." | São Paulo | SP | Brasil | 2017.
Mural: "O que nos alimenta é o vácuo entre o meu coração e o seu." | São Paulo | SP | Brasil | 2017
Graffiti: "Carvão: rainha da Sucata que não sai da minha boca" | Cooperativa Viva Bem | PimpmyCarroça | SP | Brasil | 2017
Graffiti: "O descanso DA SACI"  | São Luiz do Paraitinga | São Paulo | Brasil | 2017
Graffiti:" porto seguro embarca nesse corpo que desembarca onde quiser" | São Luiz do Paraitinga | SP | 2017
Sketchbook e poesia: 2017

18 julho, 2017




















você jurou o injurável.
reservou o colo
puído pelo tempo.
você temperou com veneno
minha última sílaba separada com amor.
.
fez se filho.
espírito. 
santo.
desgosto 
fantasiado de bom moço.
.
essa culpa.
injusta.
não te tocarei mais.